"Pesquisa é o processo de entrar em vielas para ver se elas são becos sem saída." (Marston Bates)

domingo, 14 de julho de 2013

EQUIMOSE


Equimose é uma infiltração de sangue na malha de tecidos do organismo, devido à ruptura de capilares. Ela geralmente está relacionada a traumas, a distúrbios de coagulação ou a efeitos colaterais de alguns medicamentos. São comuns equimoses seguindo uma batida, uma cirurgia, a utilização de uma agulha ou outro instrumento que perfure a pele e após posturas forçadas por longos períodos.

As equimoses que surgem à distância do trauma resultam da migração do sangue extravasado, do aumento da pressão venosa por compressão das veias de drenagem ou por ação da gravidade.

Quais são os diferentes nomes dados às equimoses?

As equimoses podem receber nomes diferentes, conforme seu tamanho ou característica. 
São eles:

Petéquias


1. Petéquias: são equimoses pequenas  avermelhadas, redondas sobre a perna (do tamanho da cabeça de um alfinete), que desaparecem mais rápido que as demais. 
Uma mancha única é referido como Petechia. Um grupo de manchas deste tipo é chamado de petéquias.





Cor petéquias

Quando erupções Petechia aparecem em primeiro lugar, eles são de cor vermelha. Aos poucos, eles se transformam roxo ou de cor azulada. Nas fases finais, eles são roxo escuro azul ou escura na aparência.

Tamanho petéquias

Individualmente, estes pontos são 1-2 mm de tamanho. Estes são menos que 0,5 cm, mesmo nas fases mais avançadas da doença. Em qualquer fase, que não têm um diâmetro superior a 3 mm.

Localização petéquias

Estes geralmente surgem erupções na superfície das pernas. Nos últimos estágios no entanto, podem ser encontradas em muitas outras áreas do corpo, como ombros, costas, coxa e tornozelo.

Petéquias Facial

É um tipo Petéquias que leva à formação de manchas avermelhadas sobre a face. Petéquias no rosto particularmente surgir na região ao redor dos olhos. Esta condição pode surgir devido a vômitos, choro ou tossir violentamente.

Palatal Petéquias

Isto refere-se petéquias pontos resultantes no paladar de uma pessoa. Em geral, é suposto ser um resultado de uma infecção bacteriana estreptocócica. Estes blothes também pode ser acompanhado pela rubéola, mononucleose infecciosa, febres hemorrágicas virais, Trauma Palatal, trombocitopenia e Roseola.

2. Sugilação: 1.São equimoses puntiformes que surgem em uma área bem definida, que podem ser produzidas sob a influência de uma dermatose. 2.É a confluência de numerosas lesões puntiformes em uma área bem definida - grãos de areia. 3.É uma leve equimose cutânea produzida por predisposição própria ou por causa externa.  4.Uma lividez cadavérica.  5.Manchas que se formam sob a influência de uma dermatose.


3. Sufusão: é uma hemorragia mais extensa que mantém o centro violáceo e as mudanças de cor ocorrem a partir da periferia. Medicina Ação de humor que se espalha fora dos vasos ou reservatórios naturais.
Derrame de sangue que se espalha sob a pele.




As equimoses espontâneas não são relacionadas a contusões e devem-se, em geral, a distúrbios da crase sanguínea ou a transtornos vasculares. Elas têm uma distribuição simétrica no corpo e são acompanhadas de outros sinais de transtornos hematológicos.

As equimoses mudam de cor (vermelho-azulado/roxo/amarelo pardacento), devido à reabsorção do sangue pelos macrófagos orgânicos.

Qual a diferença entre equimose e hematoma?
A equimose se diferencia do hematoma porque este é um tumor sanguíneo geralmente causado pela ruptura de um vaso de maior calibre.

Quais são as causas das equimoses?

Um agente agressor externo ou problemas internos orgânicos fazem com que pequenos vasos (geralmente capilares) se rompam e o sangue liberado se infiltre nos tecidos próximos (tais como a pele, por exemplo). Isso ocasiona a coloração vermelho-roxo-azulada que têm as equimoses recentes. Ao mesmo tempo, ocorre uma inflamação do local que, em geral, cede mais rapidamente que a coloração anômala da pele.

Se a equimose foi produzida por um traumatismo mais sério pode haver dor ou algum órgão interno (cérebro, fígado, baço, rins, pulmões, etc.) pode ter sido atingido.

A principal causa das equimoses são os acidentes causados por objetos contundentes em atividades esportivas, acidentes domésticos, escolares, profissionais ou de trânsito. Uma compressão potente em uma parte do corpo também pode criar equimoses.

Devido a alterações hormonais, as mulheres são mais vulneráveis às contusões do que os homens e também nos idosos o risco de contusões aumenta, por efeito do envelhecimento dos vasos sanguíneos e da pele. Pessoas que não comem alimentos frescos e crus e aquelas que, por qualquer causa, têm carência de vitamina C ou possuem capilares mais frágeis são mais susceptíveis a terem equimoses.

Doenças que causem distúrbios da coagulação do sangue podem provocar equimoses. Além disso, alguns medicamentos aumentam o risco de ocorrência de extravasamentos sanguíneos e podem agravar o sangramento de um órgão. O tabagismo e a exposição à luz enfraquecem os capilares sanguíneos, favorecendo o surgimento de contusões.

Quais são os sinais e sintomas das equimoses?

Nas equimoses causadas por traumas, o primeiro sinal é a dor sentida durante o impacto. Após isso, a área lesada torna-se inchada, vermelha e inflamada e muitas vezes a vítima fica impedida de se movimentar normalmente, em virtude da dor. Algumas equimoses podem aparecer espontaneamente. Em ambas, a cor da pele torna-se arroxeada, depois amarelo-esverdeada e desaparece gradualmente. Em algumas oportunidades as equimoses podem estar associadas a uma fratura óssea, uma entorse ou luxação ou a outros danos orgânicos.

Como o médico diagnostica a equimose?

O exame direto do local e uma detalhada história clínica são suficientes para que o médico faça um diagnóstico. Antes de tratar, ele procurará saber a causa do surgimento da equimose e questionará o paciente sobre seus antecedentes médicos e sobre o uso de medicamentos.

Caso o médico suspeite de alguma complicação, se valerá de testes complementares, tais como exames de sangue, radiografias, tomografia computadorizada ou ultrassonografia, conforme o caso.

Como é o tratamento das equimoses?

O tratamento das equimoses dependerá das causas. O tratamento sintomático, no entanto, é mais genérico. Em geral as equimoses desaparecem espontaneamente. Naquelas causadas por traumatismos, pode-se aplicar gelo nas primeiras 24 horas e bolsa de água quente a seguir. O frio provoca vasoconstrição e faz diminuir o sangue extravasado e o calor ajuda na reabsorção do sangue que já tenha extravasado. Alguns cremes e pomadas, quando friccionados sobre as lesões, facilitam a reabsorção do sangue extravasado, encurtando o tempo de evolução das manchas.

Como evoluem as equimoses?

As equimoses aparecem rapidamente, mas levam cerca de 20 dias para desaparecerem por completo. Deve-se cuidar das possíveis causas das equimoses, as quais podem ter diferentes evoluções e ser de complexidade maior ou menor.

FONTES:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário