"Pesquisa é o processo de entrar em vielas para ver se elas são becos sem saída." (Marston Bates)

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Anemia Ferropriva na Gravidez


É particularmente perigosa 
para a mulher. 

A anemia ferropriva, é considerada como um dos maiores problemas nutricionais. É definida como uma diminuição na concentração de hemoglobina,  tendo como consequência redução da reserva de ferro no organismo.

Entre as anemias nutricionais, anemia ferropriva representa a deficiência nutricional específica de maior prevalência mundial.


As mulheres gestantes constituem o grupo mais crítico do ponto de vista da necessidade orgânica de ferro. A demanda total do mineral durante o processo gestacional, com um único feto, é triplicada, em virtude das necessidades do feto e da placenta em crescimento, da volemia materna em expansão, bem como do aumento da massa de eritrócitos e das perdas sanguíneas do parto. Além da gestante, o feto precisa de ferro para formar hemoglobina e constituir uma reserva para os primeiros três meses após o nascimento.

A baixa quantidade de ferro no sangue da mulher na gravidez, deixa-a mais cansada que o normal.

Podendo agravar-se se houver ainda uma grande perda de sangue durante o parto, o que diminuiria ainda mais a quantidade de ferro no organismo da mulher. Neste caso a mulher deveria ter que continuar tomando o suplemento de ferro mesmo após o parto.


A melhor arma para prevenção da anemia ferropriva, é sem dúvida uma balanceada alimentação, que naturalmente possui ferro e com nutrientes. As melhores fontes de naturais de ferro são alimentos de origem animal- fígado carne de qualquer animal- por possuírem um tipo de ferro melhor aproveitado pelo nosso organismo. 


EXAME: 

Parasitologico de Fezes com Baermann

Serve para avaliar se a gestante tem verminose e só trata com relação custo-benefício, senão, não trata! Tratando somente após a amamentação.


ORIENTAÇÃO NUTRICIONAL:

A orientação dietética para quem sofre de anemia ferropriva e também para a prevenção da doença ressalta a necessidade de consumir carnes duas vezes por dia, ingerir frutas ricas em vitamina C como manga, limão, laranja, abacaxi, maracujá, goiaba, acerola e caju, feijões, vegetais folhosos verde-escuros. Evite e a ingestão de leite e seus derivados nas principais refeições do dia, consuma aveia e cereais integrais no almoço e jantar e evite a ingestão de cafeína como refrigerantes a base de cola; mate, chá e café.
Os principais alimentos-fontes de ferro são carnes, miúdos como coração, rim e fígado de frango ou boi, vegetais folhosos verdes escuro como brócolis, couve e agrião, leguminosas como fava, grão de bico, ervilha, lentilha, feijões e abóbora.




FONTES:

Nenhum comentário:

Postar um comentário